home office

Pra quem tá “se sentindo exausto ?”

Só hoje dois amigos do Facebook com status “se sentindo exausto ?”. Óbvio que nenhum deles trabalha home office. Ok, o trabalho em casa também pode ser cansativo. Angustiante. Em alguns dias até estressante.

Mas a gente nunca chega a ficar exausto.

Quem trabalha em home office não deixa chegar nesse ponto. Antes disso – bem antes disso – a gente dá uma pausa. Dá uma volta na quadra. Passa um café. Olha pra fora da janela. Respira meditando. Quem tem o controle da situação pode abrir a válvula e deixar o vapor sair antes que a panela de pressão voe pelos ares. Quem trabalha em home office despressuriza.

Mas quem trabalha na empresa não tem essa autonomia. Não pode ignorar as interrupções constantes. Não tem como trabalhar de forma mais equilibrada. Não pode evitar o estresse do engarrafamento até o trabalho e de volta pra casa. Não pode desligar o celular nem para almoçar.

Eu vejo que as empresas estão pegando cada vez mais pesado. Tem a pressão constante por resultados. As reuniões inúteis e intermináveis. As longas jornadas de trabalho sem a devida compensação financeira. O fantasma da demissão a qualquer momento. A competição entre colegas. A falta de ética e a sobra de abuso. Eu não sei como as pessoas conseguem aguentar isso. Talvez aguentem porque não consigam ver outra saída. Ou aguentam firme, mas quem paga o preço é o corpo que se manifesta ficando literalmente doente. Ou aguentam à base de remédios tarja preta, que tiveram um consumo 52% maior em SP nos últimos 4 anos, segundo o Estadão. Ou aguentam porque precisam de muito dinheiro para poder comprar coisas que não precisam. Ou aguentam porque nem questionam. Vão no embalo.

E aí eu pergunto: se uma pessoa está exausta, não aguenta mais, mas continua no mesmo ritmo de trabalho, recebendo a mesma dose de pressão e stress diariamente, o que pode acontecer? Você sabe o que acontece no Japão? Já ouviu falar em Karoshi? Deixa prá lá, senão esse texto vai ficar muito deprimente.

Do lado de cá, o que a gente pode fazer – e tem feito desde 2006 – é conscientizar as pessoas – e principalmente as empresas – de que há alternativas ao formato tradicional. E que o home office é a mais coerente delas.

O trabalho em casa é mais do que possível: se for realizado da forma adequada é ainda mais produtivo do que o tradicional. Mais saudável. Mais racional. Mais humano.

Está se sentindo exausto? Go Home!

 

(Quer Aprender os Primeiros Passos Para Ganhar Dinheiro Sem Sair de Casa?
Clique no Banner Abaixo!)