O home office segundo Martha Stewart

Rate this post

Estas dicas vieram do site da Martha Stewart, a rainha do faça-você-mesmo americana – que além de ter ótimos macetes sobre home office, sabe muito bem onde e quando aplicar suas ações na bolsa (mas esta já é outra história…rs). Seguem as dicas:

Cobras na gaiola
A confusão causada pela fiação dos equipamentos do escritório – telefones, fax, impressora, scanners e luminárias – pode ser facilmente resolvida pendurando uma cesta de plástico sob a mesa. Para saber quem é de quem ali dentro, basta colar etiquetas indicativas.

ft_homeoffice05_m.jpg

Carrinho
Uma prateleira aberta, com rodízios e cestas de palha, serve para deixar papéis e documentos antes de arquivá-los. Colocando o telefone sobre a prateleira você ainda ganha mais espaço na sua mesa e flexibilidade no escritório.

ft_homeoffice06_m.jpg

Clipes fixos
Para lembrar eventos, encontrar contas e não perder avisos importantes, parafuse alguns clipes de pasta (daqueles americanos, veja a foto) na parede.

ft_homeoffice08_m.jpg

Home office de armário
Quando o espaço é muito limitado, seu home-office pode ser montado dentro de um armário. As grandes vantagens neste caso são: 1. fechou a porta, organizou a bagunça, e 2. é mais fácil de confinar o escritório, não permitindo que ele invada o espaço da casa. Atenção para os detalhes: fitas em zig-zag transformam as portas em quadros de avisos, furos no fundo do armário para esconder a fiação e divisórias específicas para cada uso (envelopes, papel carta, etc) ajudam na organização do espaço.

ft_homeoffice01_l-1.jpg

ft_homeoffice02_m.jpg

ft_homeoffice03_m-1.jpg

Baú de avisos
Algumas dobradiças, MDF, uma chapa de cortiça e alguma habilidade (ou o telefone de um bom marceneiro) transformam um móvel tradicional e que costuma ser um estorvo em um mini-escritório multifuncional.

msl_aug06_org_office_l.jpg

Back to business
Móveis dos anos 40, 50 e 60 costumam ser desvalorizados ou vistos como feios e pesados. Mas uma boa renovação pode transformar o velho em vintage, deixando seu home-office muito mais “estiloso”. Nos exemplos a seguir, um armário hospitalar dos anos 40 foi restaurado e repintado com tinta automotiva e as cadeiras dos anos 50 foram reestofadas com couro. Prestar atenção nos detalhes do design e nos processos de fabricação da época acabam fazendo uma grande diferença nestes casos.

ft_homeoffice09_m.jpg

ft_homeoffice10_m.jpg

ft_homeoffice11_m.jpg

2 Comments

  • Eliseu sb

    Reply Reply 11 de março de 2008

    Muito legal, gostei do armário e da idéia dos clipes fixos.

    Abraços

  • André Brik

    Reply Reply 11 de março de 2008

    Vou ver se encontro outras dicas como estas.

    Abraço!

Leave A Response

* Denotes Required Field