Não ser levado a sério

5/5 - (1 vote)

Apesar de raro, este problema existe para quem trabalha em um home office. Na maioria dos casos o preconceito ocorre dentro da própria célula familiar. Parentes que consideram o home office um paliativo para o desemprego “enquanto não aparece nada melhor”, um companheiro que confunde o trabalho de casa com disponibilidade, amigos e vizinhos que não entendem “como você faz para ganhar dinheiro!?” ou uma sociedade que tem valores distorcidos sobre o que é sucesso. A regra é simples: se você levar seu trabalho à sério e projetar uma imagem profissional, é assim que as pessoas vão te enxergar.

Se você trabalhar de casa para uma empresa, fique tranqüilo, pois as pesquisas indicam que teletrabalhadores não são menos considerados por seus clientes e tem as mesmas chances de serem promovidos que seus colegas dos cubículos.

2 Comments

  • Renata Bim Hendrikx

    Reply Reply 9 de agosto de 2007

    tomei conhecimento do seu site atraves da revista Época, quando comecei a ler me identifiquei com diversas situações, mas com certeza este topico é o que mais me afeta.
    Estou iniciando meu home office agora e tenho escutado muita coisa negativa, por isso fico grata pelas dicas e que tenhamos sempre muito sucesso!!!!
    Abraços
    Renata

  • André Brik

    Reply Reply 9 de agosto de 2007

    Oi Renata. Pode contar que boa parte disso é dor de cotovelo… Neste caso, o ideal é cercar-se de pessoas que acreditam em você e confiam que você tem capacidade de fazer as decisões certas para a própria vida. Convencer-se de que está escolhendo o melhor caminho fica bem mais simples quando a gente deixa de conviver com quem nos traz para baixo (às vezes isso até inclui gente da própria família!). Por isso, faça “ouvidos de mercador”, se afaste dos “vampiros emocionais” e boa sorte!

Leave A Response

* Denotes Required Field