Marissa Mayer e a polêmica decisão pelo fim do home office

Rate this post

Mais uma vez Marissa Mayer provocou polêmica. Ano passado, a ex-executiva do Google assumiu o cargo de CEO do Yahoo aos seis meses de gestação já avisando que trabalharia durante todo o período de licença-maternidade – que durou duas semanas. Veja a notícia aqui.

Hoje (25.02.13), ficamos sabendo do comunicado que Marissa enviou aos funcionários da empresa que trabalham em home office para que deixem seus escritórios em casa e retornem à empresa. Na matéria do portal Exame (link aqui), a jornalista Bárbara Ladeia, cita qual é a segunda intenção por trás dessa decisão: para diminuir os custos do Yahoo, Marissa busca com isso a demissão voluntária daqueles que não se adequarem à volta ao escritório da empresa. Como a própria jornalista cita na matéria, Marissa vai na contramão das tendências em recursos humanos.

Screen Shot 2013-02-25 at 16.53.17

* Após a publicação desta notícia surgiu esta outra, Via Época Negócios, com uma análise sobre a decisão de Marissa. Segue link.

2 Comments

  • Ze Flavio

    Reply Reply 25 de fevereiro de 2013

    Engraçado, essa jornalista muda de opinião rápido, heim?! Será que ela já esqueceu da notícia que ela postou no dia 20.02.13?

    http://exame.abril.com.br/gestao/noticias/as-mudancas-que-marissa-mayer-ja-fez-no-yahoo?page=1

    Tá perdendo a credibilidade.

  • Equipe GoHome

    Reply Reply 26 de fevereiro de 2013

    O mais interessante Zé Flávio é que o Yahoo é uma empresa de tecnologia e está indo totalmente na contramão da mobilidade e qualidade de vida nas empresas. Veja esse texto da Time: http://ti.me/YAKdqZ A avaliação está mais no final, onde citam a Cisco, empresa super adepta do home office.

Leave A Response

* Denotes Required Field