Mãe em home office: dicas para lidar com o filho

Mãe em home office: dicas para lidar com o filho
Avalie este post

10 entre 10 mães têm dúvidas sobre a questão de administração do trabalho e a rotina com o filho (ou os filhos). Neste depoimento da Beatriz Zogaib ela conta todas as dores e delícias de ter um home office com o filhinho por perto. Vale a pena acompanhar o depoimento dela para o site Mamatraca.

Beatriz foi uma grávida em home office, depois mãe de bebê e agora, com o filho maiorzinho, mãe de um menino de 4 anos e meio. Cada fase tem um desafio e uma dica ótima. Acompanhe:











3 Comments

  • Alessandra Zanchetta caversan

    Reply Reply 2 de Janeiro de 2014

    Que bom assistir este depoimento, esta experiência, muito parecida com a minha – encontrar o cantinho do trabalho, bebê chorando e chamando enquanto estamos no telefone, concentração dividida com TV e baby, etc.
    Minha baby, a Bruna, tem 1,5 meses e é muito peralta, requer atenção todo o tempo, mesmo com babá e escolinha. Aderi ao Home Office por obra do destino e também me apaixonei. Desde a gestação trabalhava em Home Office, mas aí não tive licença-maternidade deste serviço (outro lado negro do HO), só do outro fixo – Jornal impresso, o qual abandonei após a baby nascer. Acho que só a Mulher maravilha conseguiria fazer tudo ao mesmo tempo, né? rs

  • Marina

    Reply Reply 2 de Janeiro de 2014

    Oi Alessandra! Realmente, nós autônomos ou empresários temos que lidar com o “lado negro” de não ter carteira assinada; sem licença maternidade, décimo-terceiro, férias remuneradas… Porém, podemos usufruir de muita liberdade, não é mesmo? E eu ainda acho que toda mãe é mulher maravilha por natureza! 😉 Bjos e boa sorte com o seu trabalho em casa.

  • Patricia

    Reply Reply 26 de Março de 2014

    Meu marido e eu temos um delivery de SUSHI em home based e se existe algo que não se controla, é filho falando com você e gritando por atenção bem no momento em que você está atendendo um cliente ao telefone. Amo a liberdade de horários que temos, mas nossa filha vai meio período para a escolinha porque senão não daria certo!
    Adorei conhecer sua experiência Alessandra, como dizem as hashtags por aí: #tamojunto!

    Beijo grande!

Leave A Response

* Denotes Required Field