Mãe e empreendedora: é possível?

Gandha Romenski é formada em Marketing e Gestão de Projetos Sociais e desde que se descobriu grávida tem divulgado os benefícios do home office e do empreendedorismo feminino através do Maternarum.

Hoje, ela é sócia da Lua Mística – Produtos Terapêuticos e Artesanais e através do projeto Maternarum, do qual é idealizadora, assumiu a missão de “promover o empreendedorismo materno, o empoderamento feminino e o crescimento econômico da comunidade local através da criação de uma rede de mulheres e mães que ofereçam produtos e serviços de qualidade em Curitiba e Região Metropolitana”, explica.

Acompanhe a entrevista que fiz com ela, hoje mãe de um bebê de seis meses, sobre a experiência de ser mãe e empreendedora em home office:

– Por que optou pelo home office?

Eu decidi que ficaria em casa porque a minha licença maternidade era de apenas 4 meses e eu não aceitava isso como algo justo e consciente, pensar em trabalhar fora, passar mais de 10 horas por dia longe de um bebê tão pequeno, esgotar o leite para deixar pra ele durante o dia, e depois chegar cansada em casa louca de saudades… eu surtei!!! Não seria capaz disso e tenho muita pena de uma mãe que não tem escolhas ou não descobriu seus dons para empreender em casa e passar esse tempo sagrado com os bebês.

– Quais são os maiores desafios em trabalhar em casa com um filho por perto?

Muitos são os desafios. Como a rotina dos filhos está em primeiro lugar, o tempo de trabalho é bem diferenciado, muitas mães trabalham de noite, depois que eles dormem, ou aos pouquinhos quando eles estão distraídos. Às vezes sentimos que fizemos poucas coisas ou não vamos conseguir trabalhar bem, pois eles também têm dias de mau humor, ou carência, às vezes nada os distrai, tem a fase dos dentinhos, refeições… enfim, a paciencia é muito importante.

– E as vantagens?

A vantagem é que uma mãe em casa nunca vai perder um sorriso, a primeira palavra, os primeiros passos, ela sempre estará lá para acudir seu filhos nas quedas e descobertas, e poderá participar ativamente da educação. Nosso projeto acredita muito na questão do aleitamento prolongado até, no mínimo, os 2 anos de vida da criança, tudo isso faz parte do que chamamos de maternidade ativa e consciente, e sabemos que o mercado não está preparado para suprir a necessidade de uma mãe que quer acompanhar o crescimento de seu filho mais de perto.


– Que conselhos daria para uma mãe que pensa em começar a trabalhar em casa?

Primeiro que busque algo que ama fazer, que lhe dá prazer, pois ninguém disse que vai ser fácil, se trabalha em dobro mesmo. Depois de encontrar sua aptidão, diga e repita todos os dias EU SOU UMA MÃE EMPREENDEDORA!, pois a mulher quer carregar o mundo nas costas, além dos filhos e o trabalho, também acha que é responsável pela organização da casa, limpeza, contas, alimentação, enfim… encontrar alguém para ajudar nessas tarefas do dia a dia é fundamental. E que acima de tudo acredite em si mesma, pois nós mulheres somos capazes de mudar o mundo, apenas precisamos de um pouco de apoio e amor no coração, seguir o instinto!

– Alguma curiosidade, comentário final?
Apenas mais uma dica: encontre sua rede de apoio, seja mãe ou não, é muito importante para a mulher estar em sua tribo com outras mulheres que ofereçam apoio e proteção. Hoje existem muitos grupos e círculos de mulheres e muitas propostas interessantes.

União sempre faz a força 😉

(Quer Aprender os Primeiros Passos Para Ganhar Dinheiro Sem Sair de Casa?
Clique no Banner Abaixo!)







4 Comments

  • Edna

    Reply Reply 28 de setembro de 2012

    Foi neste blog que comecei muita coisa relacionada a home office e hoje trabalho em casa aqui eu aprendi o que é home office.

  • Maura

    Reply Reply 18 de outubro de 2013

    Eu estou começando a minha própria experiência na internet! Vamos ver no que vai dar! Volto auqi pra dar notícias

Leave A Response

* Denotes Required Field