Incubando empresas em casa

Rate this post

Muitas empresas iniciam suas atividades no escritório, na mesa da sala de jantar ou em um quarto sub-aproveitado na casa do empresário. São boas idéias, testadas a um custo reduzido e com baixos investimentos de capital. Quando começam a crescer, as empresas muitas vezes ficam maiores que a casa e ganham o mundo. A edição de julho/07 da revista Seu Sucesso traz alguns cases de sucesso com empresas que iniciaram suas atividades em um cômodo da casa e atualmente faturam milhões de reais por ano. A reportagem cita Célia Osório, dona da grife de moda feminina Maria Filó, que começou comprando três máquinas de costura, estabeleceu parceria com tecelãs e passou a criar peças como passatempo, para depois vendê-las às amigas das filhas. Como o interesse pelas roupas aumentou, Célia resolveu abrir uma loja em um ponto estratégico do Rio de Janeiro. Despertou o interesse de formadores de opinião e a propaganda boca-a-boca levou sua marca até os figurinistas da TV Globo. O resto é história. Atualmente a Maria Filó conta com 220 funcionários, uma produção anual de 300 mil peças e 22 lojas em todo o Brasil.

Outro caso interessante de empreendedorismo citado no artigo é o da marca de óculos Chilli Beans. Em 1994, Caíto Maia trouxe da Califórnia 200 pares de óculos escuros comprados em camelôs. Passou a vendê-los para amigos que visitavam sua casa. O passo seguinte foi abrir um stand da feira Mercado Mundo Mix, a vitrine da vanguarda da moda e do comportamento. Percebeu um nicho inexplorado no segmento e abriu uma loja na Galeria Ouro Fino na capital paulista. Hoje sua marca possui uma rede de 180 pontos de venda (entre quiosques e lojas), sendo um em Portugal e outro nos EUA. Além disso, vende mais de 1 milhão de peças por ano, com um faturamento estimado de R$ 30 milhões anuais. As 800 pessoas que a Chilli Beans emprega começarão a receber um treinamento especial em uma Escola de Varejo que a rede inaugura em agosto deste ano.

A reportagem traz ainda os quatro elementos essenciais para o empreendedor que busca o sucesso de uma empresa incubada em casa:

1. Pesquisa de mercado
2. Disciplina no trabalho
3. Separar custos pessoais dos empresariais
4. Capacitação financeira e profissional

——————————————————————————–
Voltar para o Home Sweet Home-Office

10 Comments

  • Ricardo

    Reply Reply 9 de agosto de 2007

    Como todos aqui o Max falou de vocês e cá estou também. Trabalhei com reciclagem a 10 anos, com uma indústria que construí e cheguei a processar e a vender 3.000 toneladas de sacos para lixo, a partir desta matéria-prima reciclada, tive clientes de Curitiba a Porto Alegre, sabendo que tinha problemas administrativos em razão da falta de tempo, ou erros que se comete por diversos motivos, contratei um consultor que acabou comprando o negócio e como mal intencionado estava acabou não só me tirando do negócio, pois passaria a lhe prestar consultoria, que seria os conhecimentos técnicos e de mercado que eu adquiri nestes anos, mas achou melhor que não, e o negócio na mão dele durou 9 meses.
    Coloquei todos estes detalhes em razão de que á consultores de todo ordem, e gostaria de saber que dicas poderias me passar para se inserir neste mercado, pois tenho várias idéias, não só de produto, como mercado potencial usando matéria-prima reciclada, mas ainda não consegui encontrar pessoas com este interesse, tenho imaginado num site, mas um site qualquer acaba não correspondendo, investir muito neste momento não posso, que dica de mídia devo perseguir para ter um resultado o mais satisfatório.

  • André Brik

    Reply Reply 9 de agosto de 2007

    Olá Ricardo. Um site pode ser uma boa idéia. Procure posicionar sua empresa trabalhando um diferencial e busque divulgar esta particulariedade da sua empresa. Dê uma olhada nas categorias “Go Empreendedores” e “Go Marketing” deste blog. Pode ser que você encontre alguma coisa que possa te ajudar.

    Boa sorte!!!

  • Renato Andrade

    Reply Reply 13 de agosto de 2007

    Primeiramente gostaria de parabenliza-los por todos os conteudo do site.
    Fico muito feliz por saber que existem pessoas que gostam de ajudar as outras!!!

    eu tenho home office e gostaria de saber!!!!

    voçês sabem de alguma empresa que contrate para trabalhar de seu home office pode ser com vinculo empregadiço ou não?
    ficarei grato!!!

  • André Brik

    Reply Reply 14 de agosto de 2007

    Olá Renato, tudo bem? Não saberia te especificar quais empresas permitem o trabalho remoto. As que com certeza trabalham assim são as de venda direta (Avon, Natura, etc.), marketing de níveis (Herbalife, etc.) e as que contratam vendedores externos e representantes (aí o leque de opções aumenta bastante).

    E outra opção (para quem já está posicionado dentro de uma empresa) é propor para o chefe que o trabalho (ou parte dele) seja realizado de casa.

    Em todo o caso, se alguém souber de alguma sugestão para o Renato, por favor avise.

    Boa sorte e sucesso!

  • Lu

    Reply Reply 1 de maio de 2008

    Olá!
    Estou com uma dúvida e se vc puder me ajudar ficarei mt feliz.Vendo produtos da natura,racco,avon e yes um amigo me chamou para abrir uma loja mas gostaria de saber se posso vender esses produtos na loja.

  • André

    Reply Reply 6 de maio de 2008

    Oi Lu, tudo bem?

    Isso deve estar previsto no contrato que você assinou com estas empresas, mas como não é muito a minha área, não sei se posso te ajudar.

    Só acho uma pena, pois a proposta destas empresas é a venda direta de produtos, e isso favorece o trabalho de casa…

    De qualquer forma, boa sorte e boas vendas!

    Abraço,
    ABrik

  • Adriano Sasse

    Reply Reply 26 de fevereiro de 2009

    Quero parabeniza-lo pelo site!!
    Muito bom!!! Com várias dicas e cases realmente inspiradores!!!!
    Um abração e continue assim!!!!

  • André

    Reply Reply 27 de fevereiro de 2009

    Valeu Adriano!

    Volte sempre!!!

  • sonia

    Reply Reply 5 de abril de 2009

    sou telefonista e atendente telemarketing receptivo como me encaixar nesse perfil

  • André

    Reply Reply 5 de abril de 2009

    Olá Sônia. Talvez procurar empresas de telemarketing que permitem que seus funcionários trabalhem remotamente, seja em telemkt receptivo ou ativo.

    Não conheçonenhuma para te indicar, mas em uma pesquisa rápida no Google encontrei uma porção. Mas não se esqueça de procurar referências para filtrar as que não são sérias.

    ABraço e boa sorte!

Leave A Response

* Denotes Required Field