jornal nacional home office

Home office no Jornal Nacional

Rate this post

O sonho dourado da maioria dos brasileiros é trabalhar em casa para uma empresa. Aos poucos, o home office vai fazendo parte da política de trabalho de mais empresas e serviços públicos e nós torcemos para que isso se popularize cada vez mais. No Tribunal de Justiça de São Paulo, é permitido trabalhar em casa até duas vezes por semana. E foi exatamente este o foco da matéria veiculada no Jornal Nacional (dia 18/08/2015). O mais surpreendente é o seguinte dado: houve um aumento de produtividade de 30% com o home office (em alguns casos, 50%). Na verdade nem é tão surpreendente assim para nós, afinal de contas, se você não tem que encarar quatro horas de trânsito e nem todas as interrupções do ambiente de trabalho, é claro que vai render mais.

home office jornal nacional

CLT e home office
Vale dizer aqui que o home office é permitido por lei no Brasil. Para ser implementado, precisa passar por um alinhamento das políticas da empresa com o trabalho portátil. Claro que o colaborador também precisa cumprir a parte dele para o home office dar certo e disciplina é a primeira coisa que vem à cabeça quando o assunto é trabalhar em casa. Tem que ter disciplina e também um cantinho específico para o trabalho.

Milhões em home office
Hoje no Brasil, existem 8 milhões de profissionais que trabalham home office. Nós acreditamos que esse número vai crescer muito mais nos próximos anos, especialmente porque as empresas têm percebido não só o aumento na produtividade (mais motivação), mas também porque precisam economizar.

A economia com o home office é notável. Gasta-se menos com aluguel (diminuindo a área de escritório), com estacionamento, luz, etc. Isso sem falar nesses outros 10 motivos para as companhias adotarem o home office, e que vão muito além da economia.

E você? Gostaria de trabalhar em casa para uma empresa?
Acredita que essa tendência só vai crescer?
Escreva embaixo aqui nos comentários.