Cohome: o coworking do home office

Já existe uma alternativa para um dos maiores problemas de quem trabalha home office: a solidão. O Cohome ainda está em sua versão beta, em teste, mas já funciona e a ideia é fantástica: fazer do seu home office um ambiente de coworking sempre que quiser. A iniciativa começou na França mas se ampliou para o mundo todo.

cohome

A ideia do Cohome é ser um meio para fazer networking, trocar ideias com outros empreendedores quando quiser e tudo isso a um preço bem justo. É tudo bem livre e adaptável, mas tem algumas regrinhas para dar certo. Funciona assim:

– custa 5 euros para utilizar a casa de alguém como escritório (4 euros para cobrir os custos do anfitrião + 1 euro para o Cohome)

– fica a cargo do proprietário definir o período de trabalho. Pode ser, por exemplo, das 9 às 18, das 13 às 19, das 7 às 23 horas… Vai depender de cada um e isso vai aparecer no anúncio do anfitrião

home office

– outros detalhes como ambiente livre de cigarro ou o pedido de que tirem os sapatos ao entrar na casa devem constar também no anúncio

– ao chegar na casa, é esperado que o anfitrião o receba com um sorisso, um café/chá, biscoitos, e que mostre o home office para você. Vocês trocam uma ideia, se apresentam e podem então começar a trabalhar. A cada novo convidado que entra, acontece a mesma coisa

– se você quiser ficar na sua, é só colocar fones de ouvido e se concentrar

– a ideia, porém, é fazer networking, nem que seja durante os intervalos (a plataforma recomenda fazer uma pausa de 15-20 minutos no meio da manhã e outra no meio da tarde)

– quando você está “cohoming” (como anfitrião), você receberá os pedidos de reserva dos home officers. Você pode aceitá-los ou rejeitá-los, não precisa aceitar todo mundo que se candidatar a aparecer na sua casa

cohome

– você também pode cancelar um dia de cohoming que já tenha agendado. Eles só não recomendam fazer isso com frequência, pois vai impactar na sua pontuação como anfitrião

– você, como anfitrião, pode agendar com perfis de trabalho parecidos ou totalmente diferentes do seu

– tem que ter pelo menos um espaço na mesa e um lugar para cada um sentar (mesmo que a pessoa opte por trabalhar do sofá)

home office

– todos os detalhes e fotos do local de trabalho ficam também no seu anúncio

– é totalmente flexível, você pode fazer “cohome” todos os dias na sua casa ou uma vez ao ano, tanto faz

cohome

Muito bacana essa iniciativa. Lembra o Hoffice, que também já comentamos aqui no Go Home.

E você, o que acha dessa proposta? Faria na sua casa? Iria até a casa de alguém para não trabalhar isolado? Comente aqui embaixo!

(Via Márcia Nabrzecki)

(Quer Aprender os Primeiros Passos Para Ganhar Dinheiro Sem Sair de Casa?
Clique no Banner Abaixo!)